Blog do Tidi

Blog do Tidi

domingo, 2 de julho de 2017

Ferreira Aragão critica vandalismo na mobilização de motoristas de ônibus

Dep. Ferreira Aragão (PDT)

O deputado Ferreira Aragão (PDT) criticou, nesta sexta-feira (30/06), durante o primeiro expediente da sessão plenária da Assembleia Legislativa, a conduta de alguns manifestantes na mobilização de motoristas e cobradores. O movimento começou nesta sexta, em Fortaleza. Segundo ele, vários ônibus foram danificados e comércios depredados. “Tem que ser uma manifestação ordeira, pacífica, e não quebradeira, como estamos vendo hoje na cidade de Fortaleza”, protestou.

O parlamentar fez um paralelo com o descontentamento brasileiro e a falta de credibilidade em relação à política. Falou da atuação dele quando era integrante da União Nacional dos Estudantes (UNE), na época da ditadura. “Eu fazia manifestação todo dia contra a ditadura militar e ninguém quebrava nada. É preciso manifestar sua insatisfação, não quebrar patrimônio do povo”, reiterou, cobrando respeito.

Na avaliação de Ferreira Aragão, as mudanças defendidas pelo povo têm que ser feitas principalmente por meio do voto. Para ele, escolher um péssimo governante pode representar queda na qualidade de vida. “É importante que o povo saiba votar bem. Precisamos melhorar o voto. Escolher alguém que preste, para não passar o que estamos passando hoje”, ponderou.

Ferreira Aragão discordou ainda daqueles que decidem não votar como uma forma de protesto. “Temos que votar cada vez mais. Quem está indignado com o País, deve ser o primeiro a votar para melhorar o desempenho”, acrescentou.

O parlamentar também anunciou a elaboração de projeto de lei que obriga a fixação de placas em inauguração de obras públicas cujo dinheiro tenha sido adquirido na administração anterior. Isso é bom para fazer justiça. “Um prefeito anterior faz uma obra, 95% da obra, e o que o sucedeu inaugura e diz que é dele", acrescentou.

Em aparte, o deputado Danniel Oliveira (PMDB) reforçou o pronunciamento, afirmando que o momento atual é de falta de credibilidade no País. No entanto, destacou a importância do voto, pois, segundo ele, só por meio da política é que se melhora a qualidade de vida da população, sobretudo a de baixa renda. “Não votar não resolve. A população tem que votar e escolher bem”, endossou.


*Com Al

Nenhum comentário:

Postar um comentário