quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Candidatos ao Governo correm por municípios do interior nesta sexta-feira


Candidatos ao Governo do Ceará fazem maratona por municípios do interior nos últimos momentos da campanha eleitoral.

Acompanhe a programação dos postulantes ao Executivo estadual para esta sexta-feira (24).

CAMILO SANTANA (PT)
09h00 - Carreada em Maracanaú
15h00 - Carreata em Limoeiro do Norte
19h00 - Carreata em Caucaia

EUNÍCIO OLIVEIRA (PMDB)
09h30 - Caminhada em Crateús
17h00 - Caminhada em Camocim
19h00 - Carreata em Sobral

Debate sobre eleições nas redes sociais abala amizades, apontam especialistas


O intenso uso das redes sociais para expressar apoio político nestas eleições e o acirramento das tensões devido à proximidade do segundo turno, marcado para o próximo domingo (26), têm afetado amizades e relações familiares. Uma usuária do Twitter resumiu a situação em um post que lhe rendeu mais de 17 mil curtidas: "gente, quem perdeu família ou amigos por causa dessa eleição vamos combinar de passar o Natal juntos".

Segundo pesquisa divulgada pela Datafolha na última quarta-feira (22), houve um aumento no índice de pessoas que disseram ter interesse nas eleições. Dos 4.355 entrevistados, 50% responderam que têm interesse no pleito. No fim de agosto, essa porcentagem era 39%. Esse crescimento também influencia no aumento da circulação de vídeos, textos e até mesmo ofensas nas redes sociais.

A gerente de comunicação digital Glaucimara Silva deixou de seguir e de visualizar publicações de vários amigos no Facebook. Em casos mais graves, em que houve preconceito ou discurso de ódio, ela desfez a amizade na rede social. "As pessoas se revelam muito nesse momento", diz. Ela acredita que, por estarem protegidas por um computador, "as pessoas se sentem mais à vontade para falar coisas que não falariam cara a cara".

Para o sociólogo e pesquisador da Universidade de Brasília (UnB) Marcello Barra, a proporção a que chegaram as discussões nas redes sociais nestas eleições é algo inédito. "No grau que assume é realmente uma coisa que aparentemente é inédita e tem correlação imediata com a disputa [eleitoral], uma disputa muito acirrada."

Ele explica que as redes apresentam um grau de politização muito mais avançado diante de outros meios de comunicação, como a televisão ou o rádio. "Permitem não só a expressão de vários assuntos que vão além da política, como a política é tratada muito intensamente, discutida numa base diária. Isso é muito relevante para a democracia", destaca.

O mestre em direito pela UnB e ciberativista Paulo Rená também considera a discussão nas redes positiva, mas alerta para o discurso de ódio e para os crimes cometidos pelos usuários que, muitas vezes, saem ilesos a comentários racistas ou de preconceito regional.

"Acho importante que as pessoas entendam que não é porque estão na internet que o discurso de ódio está liberado. E isso não é nenhuma restrição à liberdade de expressão", diz. "Aquelas condutas inadequadas e eventualmente criminosas que eram feitas em ambientes privados, que eram feitas dentro de casa, agora passam a ocorrer também em ambientes públicos. Não tem nenhuma restrição para que esse comportamento inadequado seja punido aconteça ele na internet ou em qualquer lugar."

Rená orienta aqueles que se sentirem agredidos a, dependendo do nível da ofensa, procurarem uma delegacia de polícia e registrarem boletim de ocorrência ou recorrerem à Justiça. O Ministério Público também pode atuar no combate a discursos preconceituosos a determinados grupos.

*Fonte: Agência Brasil.
Reservas: (88) 3647 1208.

Ibope: Dilma abre vantagem e tem 54%; Aécio tem 46%

Dilma volta a criticar FHC; Aécio diz ignorar ataques do ex-presidente Lula

Pesquisa Ibope/Estadão/TV Globo mostra que a presidente e candidata à reeleição Dilma Rousseff (PT) abriu 8 pontos porcentuais de vantagem sobre o candidato do PSDB, Aécio Neves. O tucano caiu de 51% para 46% dos votos válidos de quarta-feira passada para cá e Dilma Rousseff (PT) subiu de 49% para 54%.

Com o resultado, Dilma assume a liderança fora da margem de erro da pesquisa.

Considerando os votos totais, Aécio foi de 45% para 41% das intenções e Dilma passou de 43% para 49%. Os brancos ou nulos se mantiveram em 7% e os indecisos oscilaram de 5% para 3%.

A pesquisa Ibope/Estadão/TV Globo entrevistou 3.010 eleitores entre 20 e 22 de setembro em 203 municípios de todo o País. A margem de erro máxima é de dois pontos porcentuais para mais ou para menos, em um nível de confiança estimado de 95%. Ou seja, se fossem feitas 100 pesquisas idênticas a esta, 95 deveriam apresentar resultados dentro da margem de erro. A pesquisa foi registrada na Justiça eleitoral com o número BR-01168/2014.

Agência Estado

Nove militantes são presos fazendo campanha difamatória contra Eunício



Nove pessoas foram presas nesta manhã de quinta-feira (23) fazendo campanha difamatória contra o candidato ao Governo do Ceará pelo PMDB, Eunício Oliveira.

O flagrante está sendo realizado na sede da Polícia Federal.

É bom lembrar que ontem, a mesma Polícia Federal autuou seis pessoas que estavam entregando material apócrifo contra a candidatura de Eunício. Na ocasião foram apreendidos três caixas com 1690 mídias (DVDs) e seis fardos de um suposto jornal, intitulado Momento Político, que, no entanto, não contém expediente nem jornalista responsável.

Mais detalhes em breve.


Fonte: Fala Ceará

Defesa de doleiro diz que 'laranja' mentiu ao citar propina ao PSDB

Crime perfeito: em depoimentos à Polícia Federal e ao Ministério Público, o doleiro Alberto Youssef relatou que as “doações legais” das empreiteiras foram a fórmula criada para esconder a propina

A defesa do doleiro Alberto Youssef, pivô do megaesquema de lavagem de dinheiro desmontado na Operação Lava Jato, afirmou que vai apresentar nesta quarta feira à Justiça Federal em Curitiba (PR) um pedido de impugnação do depoimento de Leonardo Meirelles, o "testa de ferro" do doleiro em negócios. Em depoimento à Justiça na segunda-feira, Meirelles afirmou que Youssef tinha negócios com o PSDB e com o ex-presidente do partido Sérgio Guerra (PE), morto em março deste ano.

O tema foi explorado pela presidente-candidata Dilma Rousseff (PT) para atacar o adversário tucano, Aécio Neves, em debates na televisão.

O advogado Antônio Figueiredo Basto, que defende Youssef, também informou que solicitará uma acareação entre os dois réus. "Meu cliente afirma peremptoriamente que nunca falou comSérgio Guerra, nunca teve negócios com ele e nunca trabalhou para o PSDB", disse Basto. "Estamos pedindo uma impugnação do depoimento do Leonardo e uma acareação entre eles", completou.

Segundo a Operação Lava Jato da Polícia Federal, Meirelles era o laranja do doleiro no comando do laboratório Labogen, uma fábrica de remédios falida usada por Youssef para obter contratos milionários com o Ministério da Saúde, na gestão do então ministro da Saúde Alexandre Padilha – a pasta diz que o contrato não assinado. O negócio firmado entre o Ministério e o doleiro havia sido intermediado pelo deputado federal André Vargas.

FOnte: Veja.

CPI da Petrobras ouvirá Youssef no dia 29, depois do 2º turno


Depois de cinco meses de funcionamento, a Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) que investiga irregularidades na Petrobras vai ouvir o doleiro Alberto Youssef, um dos principais envolvidos no esquema que teria desviado R$ 10 bilhões da estatal. A reunião para ouvir Youssef, preso na operação Lava Jato da Polícia Federal (PF), foi agendada para a próxima quarta-feira (29), às 14h30, e será a primeira após o segundo turno das eleições.

Segundo o presidente do colegiado, senador Vital do Rêgo (PMDB-PB), a logística para vinda do doleiro já foi acertada com a PF. Youssef está preso no Paraná e assinou um acordo de delação premiada com o Ministério Público para redução de pena.

Para o relator da comissão, deputado Marco Maia (PT-RS), a convocação de Youssef pode ser apenas gasto de dinheiro público. “A expectativa de todos nós é que ele venha aqui e reproduza as mesmas frases do [ex-diretor da Petrobras] Paulo Roberto Costa dizendo que não tem absolutamente nada a declarar”, afirmou. Conforme Maia, essa seria a lógica para Youssef manter o benefício da delação premiada.

“Quem é que lhe assegura que ele vai se manter calado? Ele pode vir aqui e dizer, mesmo em sessão secreta. É um direito dele se calar ou não como qualquer outro”, retrucou o líder do PPS, deputado Rubens Bueno (PR), ao responder sobre o porquê da convocação de Youssef. Bueno é autor de um dos seis requerimentos aprovados em junho pela CPMI para ouvir o doleiro.

Cosenza
Parlamentares da oposição criticaram a ausência do diretor de Abastecimento da Petrobras, José Carlos Cosenza, na CPMI hoje (22). Ele apresentou atestado alegando hipertensão para não vir prestar depoimento.

Consenza substituiu Paulo Roberto Costa, que saiu da Petrobras em abril de 2012. Costa foi preso na Operação Lava Jato por suspeitas de superfaturamento e lavagem de dinheiro na estatal. Após acordo de delação premiada, o ex-diretor passou a cumprir pena domiciliar.

De acordo com Rubens Bueno, o atestado entregue aos membros da comissão não tinha o Código Internacional de Doenças (CID). “Em nenhum momento, consta o CID no documento que veio da CPMI. Esse texto foi adulterado, tem de apurar isso”, declarou.

O senador Vital do Rêgo respondeu que o atestado foi complementado pelo médico, a pedido da comissão, e não adulterado. No site do colegiado, há o atestado com o CID, indicando a hipertensão que teria afastado Cosenza da reunião. “Foi feita uma complementação do documento para colocar a classificação que estava faltando na primeira edição”, disse.

A oposição cobrou instalação de inquérito policial e questionamento no Conselho Regional de Medicina (CRM) do Rio de Janeiro para investigar a veracidade do atestado apresentado pelo diretor da estatal. Ainda não foi marcada nova data para o depoimento de Cosenza. Uma reunião chegou a ser pedida para a próxima sexta-feira (24), fim do atestado de 48 horas dado ao diretor, mas descartada por Vital do Rêgo.

Eleições
O debate eleitoral movimentou novos requerimentos na comissão. O deputado Afonso Florence (PT-BA) apresentou pedido para convocar o presidente do PSDB e candidato à Presidência da República, senador Aécio Neves (PSDB-MG), para falar sobre propina de R$ 10 milhões que teria sido dada ao ex-presidente da legenda Sérgio Guerra, falecido em março deste ano. O dinheiro, conforme Paulo Roberto Costa, seria para a paralisação de uma CPI da Petrobras no Senado em 2009. “Temos de dar oportunidade ao presidente do partido vir se defender”, argumentou o parlamentar.

Em seguida, o deputado Izalci (PSDB-DF) informou que apresentaria requerimento para convocar o coordenador da campanha do PT em 2010, o ex-ministro Antonio Palocci, sobre o suposto pedido dele a Paulo Roberto Costa de R$ 2 milhões para abastecer a campanha petista naquele ano.

Prorrogação

Vital do Rêgo apresentou pedido para prorrogar os trabalhos da CPMI de 23 de novembro até o final do ano legislativo, em 22 de dezembro. O requerimento está na secretaria da comissão para conseguir as assinaturas de 171 deputados e 27 senadores necessárias para estender a duração das investigações. Oito deputados e quatro senadores já assinaram a solicitação.

* Com informações da Agência Câmara


Profissionais capacitados e atendimento com qualidade!

Vários profissionais e todos os tipos de exames laboratoriais você encontra aqui.

Na clinica Dr. Timbó você encontra:

  • Dr. Timbó-Clinico Geral e Geriatria(Segunda a quarta).
  • Dr. Flavio- Dermatologia (a cada 15dias).
  • Dra. Anita- Dentista (Quinta pela tarde, sexta dia todo).
  • Dr. Heldaneo- Fisioterapeuta (Segunda a quinta).
  • Exames laboratoriais (Segunda a Sexta)

Capitão Wagner: “Próximo governador não terá a polícia como oposição, desde que abra o diálogo e vale para os dois candidatos”.

cap Wagner

Em discurso da tribuna da Câmara de Vereadores de Fortaleza, o vereador e deputado eleito, capitão Wagner fez um esclarecimento ao povo cearense. Segunda o capitão Wagner o “próximo governador não terá a polícia como oposição, desde que abra o diálogo e vale para os dois candidatos”.

O capitão Wagner fez a declaração após amplo debate sobre o papel dos policiais, sejam civis ou militares, na eleição e na campanha eleitoral.

Fonte: Roberto Moreira.

Venha e marque Já seu atendimento VIP. Ou ligue (88) 88383160
Atendimento Vip na ótica Princesa sábado dia 25 de outubro. Aproveite!!

Força Federal no Ceará. Entenda como vai ser o trabalho:

forca_naiconal

O comandante da 10a. Região Militar, General Marco Antônio Freire Gomes, disse como vai funcionar a operação no dia da eleição.

Os oficiais vão ficar com os juízes das Zonas Eleitorais. Caso o juiz queira acionar a tropa é só ordenar. Vale para qualquer irregularidade.

A PM vai fazer seu papel de apoiar.

Via Roberto Moreira.


Show de stand Up com o humorista Guiga Ferreira do Zorra Total em Sobral, Dia 30 de outubro.
*Os Ingressos estarão a venda a partir de segunda-feira, dia 20 de outubro
Mais Informações: (88) 9222-3363

Prefeito de Groaíras, Adail Melo e seu grupo realizam nessa sexta(24), carreata pró-Camilo e Dilma.



O Prefeito de Groaíras, Adail Melo, juntamente com seu grupo politico, se programam, e convidam a todos os groairenses, para uma carreata, na noite dessa sexta, 24 de outubro, a partir das 19h, em prol da campanha de Camilo e Dilma. A carreata terá concentração na Praça Pe. Mororó.

Conheça mais detalhes da pesquisa Datafolha/O Povo.


A rejeição à candidatura de Camilo Santana (PT) ao Governo do Estado diminuiu de 37% para 33% desde a semana passada. Já o percentual de eleitores que dizem não votar em hipótese alguma no candidato de oposição Eunício Oliveira (PMDB) oscilou positivamente de 35% para 38%, segundo os números da penúltima pesquisa O POVO/Datafolha antes do segundo turno.

Assim, pela primeira vez na série de pesquisas que vem desde o primeiro turno, a rejeição ao peemedebista é maior que o percentual dos eleitores que dizem não votar no petista em hipótese alguma.
Há 48% de eleitores que dizem votar com certeza em Camilo Santana, enquanto 37% afirmam que votariam com certeza em Eunício.

Há ainda 17% que afirmam que talvez votassem em Camilo. Os que admitem talvez votar em Eunício somam 22%. Esse índice sinaliza a possibilidade de os candidatos conquistarem novos eleitores, pois o percentual representa aqueles que nem votam com certeza no candidato nem o rejeitam.

A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos.

O Datafolha ouviu ontem 1.240 eleitores, em 49 municípios cearenses. A pesquisa foi contratada pelo O POVO, em parceria com Folha de S.Paulo.
(Érico Firmo)
Jornal O Povo
Reservas: (88) 3647 1208.