Prefeitura de Tauá

domingo, 30 de julho de 2017

Realizado lançamento de operação de complexo eólico em Itarema


O Prefeito Elizeu Monteiro, de Itarema, e o deputado estadual Robério Monteiro participaram do evento de lançamento da operação comercial do complexo eólico Pedra Cheirosa. Localizado no município de Itarema, o empreendimento possui 23 aerogeradores e 48,3 MW de capacidade (suficiente para abastecer uma cidade de 120 mil habitantes). Ao todo, mais de 1.200 empregos diretos e indiretos foram gerados durante a obra.


Segundo a vice-governadora Izolda Cela, que se fez presente ao evento, o Ceará adota um perfil tecnológico moderno na produção de energia. “Estamos trabalhando fortemente a atração de toda a cadeia produtiva. Hoje, temos no Ceará indústrias de pás eólicas, aerogeradores, torres de concreto e metálica, elevadores e escadas, além de grandes empresas especializadas na construção de parques eólicas. Isso demonstra que a economia cearense está saindo de um perfil tradicional para um perfil mais moderno, voltado para a tecnologia e de maior valor agregado”, destacou a vice-governadora.


Estiveram presentes ao evento ainda o secretário de Desenvolvimento Econômico do Ceará, Cesar Ribeiro, e o presidente da empresa da CPFL Renováveis, Gustavo Sousa.


Energia eólica no Ceará

O Ceará é um dos estados que mais gera energia eólica do País, contribuindo para a redução de emissões de gases de efeito estufa ao produzir energia elétrica. Em 2015, o Governo do Ceará lançou um plano estratégico de retomada dessa posição, não só para a energia eólica, mas buscando também ser pioneiro no setor fotovoltaico. Hoje o setor eólico emprega aproximadamente 37 mil trabalhadores. O Governo projeta, para os próximos anos, criar 18 mil novos empregos com a adição de 1,54 GW de produção a partir da geração éolica.


O potencial eólico do Estado do Ceará é de 80GW, o que garante condições excepcionais para a geração de energia eólica. Os ventos são constantes, bem direcionados, com alto índice de aproveitamento e bem distribuídos na área geográfica. Outro fator importante é a capacidade de geração eólica do Ceará, que é de 46,6%, enquanto a do Brasil é de 40,7% e a do mundo é de 25%. O fator de capacidade é a razão entre a produção efetiva da usina em um período de tempo pela capacidade total máxima neste mesmo período. Com isso, é estimado um incremento nos próximos anos de R$ 18 bilhões em investimentos no setor de energias renováveis.

Via CN Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário