quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Escritor Cesar Barreto prestigia solenidade de relançamento do livro "O Cearense" de Parsival Barroso





O Escritor e ex-deputado constituinte, Cesar Barreto, esteve prestigiando na noite de ontem a solenidade de relançamento do livro “O Cearense”, de autoria do ex-governador Parsifal Barroso.

A segunda edição do livro “O Cearense”, de autoria do ex-governador Parsifal Barroso (1913-1986), foi lançada na noite desta terça-feira (08/08), durante sessão solene no Plenário 13 de Maio da Assembleia Legislativa. Publicada originalmente em 1969, a obra é um estudo antropológico em forma de ensaio, que trata da formação do nosso povo e que lança o conceito de "cearensidade". A solenidade atendeu a requerimento do presidente da Casa, deputado Zezinho Albuquerque (PDT).

Segundo o parlamentar, a obra “O Cearense” traz para o debate o mais original estudo sobre o povo cearense. “Faço votos de que a obra de Parsifal Barroso contribua para ampliar nossa compreensão sobre quem somos, bem como das soluções que podemos buscar para a resolução das demandas históricas do Ceará”, salientou Zezinho Albuquerque.

O governador do Estado, Camilo Santana, não pôde estar presente na solenidade, mas destacou em mensagem que o lançamento da segunda edição do livro “O Cearense” é o resgate histórico de uma das mais importantes obras literárias de nosso Estado. “Parsifal se baseia em estudos que vão além dos fatores históricos e geográficos e conseguiu identificar a fibra e a alma do cearense, capaz de superar adversidades como a seca”, frisou.

Neto do ex-governador Parsifal Barroso e presidente do Instituto Myra Eliane, Igor Queiroz Barroso escreveu o prefácio do livro, cuja leitura considera “fluida e saborosa”. “O espírito passional do autor em relação a seu objeto, o Ceará, é onipresente. Não à toa, Parsifal criou uma frase para traduzir o seu afeto: 'O Ceará é meu País'”, pontuou.

Igor Barroso também comentou sobre a temática da seca presente na obra. “A seca, abordada de maneira tão sensivelmente cruel por Rachel de Queiroz, era algo que também tocava no fundo da alma de meu avô. Assim como 'O Quinze' de Rachel, “O Cearense” de Parsifal se enreda nesse problema estrutural do Ceará e mostra como a seca influenciou na composição da alma essencialmente cearense”, comparou.

Ao longo de sua vida, Parsifal Barroso publicou diversas obras literárias como "Pedro, nosso irmão", "Na casa do Barão de Studart", "História política do Ceará", "Um francês cearense", e "Senador Pompeu, um cabeça-chata autêntico".

Também estiveram presentes na solenidade o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio; o ex-governador do Estado do Ceará, Gonzaga Mota; o ex-deputado estadual, federal e senador, Mauro Benevides; o promotor de Justiça, Hugo José Lucena de Mendonça; e o ex-deputado estadual e federal e ex-senador, Luiz Pontes, além de familiares e personalidades da área cultural.

Confira mais imagens abaixo:












Nenhum comentário:

Postar um comentário